quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Montanha Russa

Eu não conseguia simplesmente desviar o olhar daquela cena. Com toda a minha experiência na matéria, esta era uma coisa que eu nunca tinha presenciado. Porque os homens não fazem, os homens não podem... Nós, as mulheres, somos tão mais livres neste pormenor! Podemos beijar as amigas, abraçá-las, dormir com elas na mesma cama, trocar roupas e segredos, ficar muito íntimas. Mesmo que se saiba que numa noite mais fria ou num momento mais aborrecido nos aconchegámos para lá do limite, não há problema. Para os nossos homens, é apenas uma tolice, pois no fundo, bem no fundo, acreditam que as mulheres não têm sexo, como Maria. Para os homens estranhos, é uma diversão e um espectáculo excitante. Não há homem nenhum que não fantasie intrometer-se num casal de lésbicas, mas mulher alguma sonha ser o terceiro elemento num casal de homens que se amam. Os homens, entre si, amam-se de forma brutal. Paulão e o meu vizinho já suavam e os seus rostos contorciam-se como se duma luta tribal se tratasse. Os seus corpos reluziam de suor, enquanto davam um ao outro aquilo que as mulheres não lhes podem dar, ou lhes dão apenas uma amostra. Quando se beijavam, era como se tentassem comer-se um ao outro. E eu não conseguia desviar o olhar daquela cena.
Agora eles falavam, e eu imaginava o que poderiam estar a dizer. Tentava ler nos lábios, mas estava demasiado longe para tal. Colei-me à janela instintivamente. Colei todo o meu corpo à janela. Respirei fundo. Paulão estava agora a pegar no telemóvel. Marcou um número... Nesse momento, o meu telemóvel tocou, mesmo ali ao lado, e isso fez-me dar um pulo de susto. Olhei para o visor. Era Paulão!
Adivinhei o que queria e senti como que uma vontade de urinar. As minha calcinhas ficaram, de repente, ligeiramente húmidas. E eu estava louca. Meu Deus, eu estava louca!
Sôfrega, peguei no telemóvel para o atender. Sentia que ia entrar na montanha russa.

5 comentários:

  1. Tem dias que não se deve espreitar à janela, sabias???

    ResponderEliminar
  2. Janette, come os tipos todinhos. Fode-os até às entranhas, vai!

    ResponderEliminar
  3. Bem me queria parecer que o choque era temporário. Com esta gaja marcha tudo.

    ResponderEliminar
  4. ha desejos inexplicaveis...
    beijos saborosos

    ResponderEliminar